A diretora Mai Iskander confia na AMIRA

Cuidadores muitas vezes não tem o reconhecimento que merecem e Whirlpool queria valorizar em uma campanha comovente Every Day, Care™ lançada pela agência de criação DigitasLBi e o conteúdo do site Upworthy. “Perceptions of Care,” o qual mostra três gerações de uma família vivendo sob um mesmo teto, foi dirigido e filmado pela Mai Iskander com ARRI AMIRA para capturar os pequenos detalhes da vida.

“Eu fui inspirado pela chance de mudar a percepção de cuidado e reconhecer as pessoas que cuidam,” diz Iskander. “Whirlpool e Digitas queriam abrir os olhos das pessoas para valorizar quem cuida no dia a dia e mostrar como se forma a base de uma família americana.”  

Whirlpool: Perceptions of Care

“Perceptions of Care,” o qual mostra três gerações de uma família vivendo sob um mesmo teto, foi dirigido e filmado pela Mai Iskander com ARRI AMIRA.

Não foi nem a Whirlpool nem a agência Digitas que criaram o roteiro ou os storyboards. “Eles passaram a ideia criativa do filme ao diretor e deram a ele a total liberdade de contar essa história, do cuidado do dia a dia,” diz Iskander, que fala como as empresas estenderam a mão para ela, por conta da campanha anterior Liberty Mutual que fez em uma produtora de Nova York e com as produtoras executivas Paula Cohen e Susan Horn Toffler. “O projeto Whirlpool se ajustou bem para a Paula e Susan, pela vasta experiência na produção de conteúdo na forma de contar a história,” acrescenta Iskander. “Foi também emocionante trabalhar de perto em Upworthy e acompanhar o processo, o que permitiu que os vídeos atingissem um impacto substancial.”

Iskander escolheu filmar a campanha, que é uma mistura de dias em estúdio e câmera na mão nas casas das pessoas com a câmera AMIRA da ARRI Rental de NY. “Com a latitude de 14 stops  e a maneira de lidar com os highlights, tons de pele e a excepcional qualidade de imagem da ALEXA e ainda em um corpo compacto, a AMIRA foi a escolha natural,” ela diz.

Nos dias em que Iskander filmou no estúdio, as entrevistas foram feitas contra um fundo natural, com um sentimento de “reflexão e tranquilo, em contraste da vida do dia a dia.” “Eu não tive que me preocupar se o fundo iria estourar ou granular, porque a AMIRA tinha uma qualidade de imagem excepcional”, ela diz.

Em contrapartida, nos dias onde Iskander filmou nas casas das pessoas, a AMIRA, “permitiu que a câmera ficasse próxima, intimista e estar no momento certo.” “... se a câmera estivesse filmando como observadora ou do ponto de vista do personagem; ela nos permitiu criar um senso de espionagem e cada ação se passou de forma natural,” ela diz. “Ela nos deu a habilidade de capturar a emoção do momento e os detalhes da história com muito espírito e repleta de sinceridade: um abraço espontâneo, uma gargalhada e tarefas do cotidiano, como passar roupa ou cortar os legumes para o jantar.”

Usar a ARRI AMIRA também tornou mais fácil para Iskander fazer ser duplo papel de diretora e fotógrafa. “É mais fácil pegar e gravar,” ela diz. “é fácil de balancear no ombro e ajustar os menus através dos botões de usuário do lado do operador. Nem eu nem a assistente de câmera Laura Nespola tivéssemos que perder o nosso tempo mexendo nas configurações ou acessórios diferentes.”

A Iskander revela que a produção filmou em Log C. “Ter acesso a 3D LUT torna-se muito mais fácil ter a referência para a correção de cor,” ela diz. “O DIT Robert Bluemke gostou da implementação do cartão CFast, os quais ele achou realmente fácil de trabalhar e descarrega tão rápido quanto o SxS.” Ela também concede créditos ao gaffer Ned Hallick, o eletricista John Roche e a assistente de edição Emily Tolan que, no set, organizou os arquivos mostrados no site.

A edição foi feita na Cutters com a editora Kathryn Hempel e a correção de cor na Flavor. “Tivemos toda a flexibilidade na pós,” diz Iskander. “Foi muito fácil, workflow rápido e sem barreiras para saltar.”

“A câmera, com sua facilidade de uso, caiu para segundo plano, permitindo focar nas histórias individuais que cada pessoa tem a dizer,” ela conclui. “Quando as pessoas se sentem confortáveis de expressarem sua própria maneira, surgem ótimas quadros.”

Links relacionados >>